Água de filtro ou engarrafada?

A água é essencial para a nossa sobrevivência. Sabe-se que cada um de nós necessita beber, no mínimo, dois litros de  água por dia para uma hidratação adequada e, consequentemente, para o bom funcionamento do organismo.

Por outro lado, não é incomum lembrarmos de garrafas de água de alguma marca, quando tratamos de água para beber. Mas será necessário consumir água engarrafada? Será que elas são melhores? Será que contêm menos impurezas?

É certo que muitas pessoas preferem comprar águas minerais, mas… imaginemos uma pessoa que trabalha fora e que consuma 1 garrafa de 500 ml por dia; em 1 mês, consumiria 30 garrafas e, em 1 ano, descartaría 360 garrafas de plástico. Sim, esse seria o resultado do descarte de uma só pessoa.

Estas garrafas, em geral, vão parar nas ruas, quebradas, para os ríos e para o mar, resultando em grande poluição ambiental. Nesse caso, poderíamos dizer que o preço que estamos pagando pelas garrafas de água é o verdadeiro preço, se considerarmos o dano causado ao ambiente?

Por outro lado, a água das torneiras é tratada e apta para o consumo humano (potável). Se não for o caso de alguma região, ainda se pode ferver a água. Estamos pagando muito caro por algo que podemos consumir em nossas casas, por um custo muito menor.

A publicidade nos fazer acreditar que a água mineral é melhor. Por meio de propagandas com belas imagens de vales nevados e lindas paisagens, os comerciais querem incutir a ideia de que a água engarrafada é realmente melhor para o consumo. Contudo, a maioria é apenas água tratada.

 

Com isso, não queremos desprestigiar as indústrias de água mineral, que são úteis em muitas circunstâncias, por exemplo, quando há casos de emergências e desastres naturais.

 

Talvez comprar essas águas engarrafadas seja a opção para pessoas muito ocupadas, já que são mais fáceis de consumir, mas, mesmo para essas pessoas, ferver a água da torneira para beber durante o dia poderia  ser uma forma de evitar o consumo da água em garrafas descartáveis.

 

Temos de considerar que a água é um recurso indispensável em nosso dia a dia, e devemos cuidar para não desperdiçar esse recurso. Do contrário, cedo ou tarde, terminaremos pagando o preço de nossa irresponsabilidade.

 

Consuma a água potável que chega em sua casa, cuide do meio ambiente e evite o consumismo exarcebado.

O autor deste  artigo é Franklin Gómez Flores, integrante do del Programa Juvenil de Voluntariado Ambiental por el Agua, Peru. Ele pode ser contactado pelo emailThis email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.   Teléfono: 00 51 972031314

ana ces cetis12 catedra ConsejoEstataldeInvestigacio nCienti ficayDesarrolloTecnolo gico dgdcunam universum rede de educacao
   ConsejoConsultivo

 

agua-org

 

 

la-vida-es-agua

 
palacio
 inecc